TRINTA ANOS SEM FREDDIE MERCURY

CRISTIANO RONALDO: ALGUNS DOS ATOS BENEMÉRITOS DO JOGADOR
24 de Novembro, 2021
O ACESSÓRIO TRANSPARENTE QUE PROMETE SER UM SUCESSO
24 de Novembro, 2021

TRINTA ANOS SEM FREDDIE MERCURY

Fonte: QueenNet.com

No dia 24 de novembro de 1991, há exatamente 30 anos, a música e o mundo em geral sofreram com a perda de um dos seus maiores talentos.

Freddie Mercury tinha apenas 45 anos quando perdeu a batalha contra o vírus da SIDA. Numa época em que o preconceito em relação aos seropositivos era enorme, o vocalista, pianista e principal compositor da banda ‘Queen’ só declarou oficialmente que era portador do vírus um dia antes de morrer.

A banda ‘Queen’ literalmente reinou, durante duas décadas, a música pop rock. Desde que se uniram, em 1971, Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon surpreenderam os críticos com um rock progressivo, com o recurso ao som de uma harpa, na versão original de ‘Love of my Life’, ou a um trecho de ópera na música ‘Bohemian Rhapsody’.

Com a sua posição enquanto vocalista dos Queen, desde que ‘Bohemian Rhapsody’ se havia tornado um êxito em 1975, até ao estrondoso concerto que o grupo deu no Live Aid, Freddie Mercury era uma das maiores estrelas rock no planeta e considerado um dos maiores, se não mesmo o maior, vocalista da sua geração.

Um grupo de cientistas austríacos, checos e suecos investigou, em 2016, o vibrato e o tom de voz de Freddie Mercury. Estes investigadores concluíram que o vibrato da voz do vocalista era muito acima da média, explicando o sucesso do álbum gravado com a cantora Montserrat Cabellé, em 1988.

A morte do cantor impediu a banda de continuar a trajetória ascendente e lançar sucessos que ficavam no gosto popular, todos os anos. O guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor tentaram, por várias vezes, ressuscitar a banda através da substituição do vocalista por Paul Rodgers ou Adam Lambert. Contudo, a imagem que Freddie Mercury construiu no imaginário das várias gerações continua a impedir o sucesso destas tentativas, dado que as comparações com a grande estrela são inevitáveis.

Texto escrito por: Luís Duarte Sousa

Toyota RAV4
Slider