SR. PRESIDENTE, AS MULHERES NÃO TÊM CULPA DE SANGRAREM TODOS OS MESES

HYUNDAI APROVEITA SOBRAS DE AUTOMÓVEIS E LANÇA COLEÇÃO DE MODA
19 de Outubro, 2021
COLDPLAY LANÇA NOVO ÁLBUM E ANUNCIA DIGRESSÃO SUSTENTÁVEL
19 de Outubro, 2021

SR. PRESIDENTE, AS MULHERES NÃO TÊM CULPA DE SANGRAREM TODOS OS MESES

Quando achamos que o presidente Jair Bolsonaro não pode surpreender-nos mais, eis que ele consegue esmerar-se. A última ideia de génio que o mesmo teve foi barrar o projeto de lei que distribuía gratuitamente pensos higiénicos para mulheres com poucos recursos. Projeto esse que foi muito trabalhado com o objetivo de conseguir amparar mulheres, de todas as idades, que não têm recursos para comprarem pensos higiénicos.

Como argumento para o indeferimento – como se houvesse algum possível -, o presidente justificou que os pensos higiénicos “não são essenciais”. Talvez se o sr. Presidente menstruasse todos os meses, iria perceber que sim, são essenciais. Esta atitude para além de triste é desprezível, para não dizer desumana.

Acho que o presidente se esquece que mais de metade do país menstrua e aquelas que não têm condições para comprar um penso higiénico – que é caro – usam tecidos, jornais até miolo de pão. É de salientar que a utilização destes itens inadequados pode desencadear infeções urinárias, vaginais e até lesões nos órgãos reprodutores femininos.

Segundo o estudo “Pobreza Menstrual no Brasil” uma em cada quatro adolescentes falta à escola quando estão menstruadas por não terem acesso a pensos higiénicos para estancar o sangue.

Este é um assunto que deveria ser de interesse público, não só das mulheres. Isto não é um capricho. Trata-se de saúde pública! Não devia ser função de um presidente preocupar-se com isso? Se não pode ajudar, ao menos não devia atrapalhar.

Como é que é possível que num país onde a pobreza menstrual é gritante, o governador tenha tamanho desprezo pelo tema?

Ainda ameaçou que caso o Congresso decide se opor ao seu indeferimento, ele tiraria o dinheiro da saúde e da educação, pois segundo o próprio, a despesa é muito alta e portanto, “vai ter de tirar de algum lugar”. Pois afinal para o senhor presidente, saúde e educação não são coisas importantes.

Texto escrito por Yauri Neto

Toyota RAV4
Slider