SERÁ CRISTIANO JUNIOR O ÚNICO QUE VIRÁ A ULTRAPASSAR O PRÓPRIO PAI?

O MöTAO TAMBÉM VAI AQUECER AS NOITES MAIS FRIAS
10 de Setembro, 2021
A MELHOR CERVEJA DE ARROZ DO MUNDO É PORTUGUESA
10 de Setembro, 2021

SERÁ CRISTIANO JUNIOR O ÚNICO QUE VIRÁ A ULTRAPASSAR O PRÓPRIO PAI?

Duas estrelas que caminham lado a lado, mas em tempos diferentes.

Há 11 anos pode ter nascido a próxima lenda do mundo do futebol. Quando o filho de Cristiano Ronaldo veio ao mundo vários foram os rumores e questões que se levantaram, principalmente em relação à identidade da mãe. No entanto, o que ainda ninguém tinha pensado é que estávamos a assistir ao nascimento de um novo astro. O tempo acabou por nos alertar para esta realidade. Afinal, será Cristiano Junior a próxima estrela em ascensão?

Há quem diga que “filho de peixe sabe nadar”. É certo que além do talento, Cristianinho também cresceu num contexto diferente do pai. Se por um lado, CR7 teve que abandonar a ilha que o viu nascer e a mãe que o permitiu sonhar mais alto, por outro o filho quase que nasceu dentro dos melhores campos de futebol do mundo.

A escolinha do Sporting é famosa por ser uma das melhores, mas ainda não a podemos equiparar às do Real Madrid, Juventus ou recentemente do Manchester United.

Desde cedo que Cristianinho revelou ter queda para bola, tanto a nível de gosto, como habilidade. Presente nos treinos do melhor jogador do mundo, companheiro nas galas e com acesso direto aos bastidores do mundo desportivo, o filho de Ronaldo parece estar a ser maturado na atmosfera ideal.

Em 2019, um curto vídeo caseiro do futebolista português com o filho, em Turim, foi notícia em vários meios. A exibição foi curta, mas longa o suficiente para causar impacto. Na altura lia-se na publicação feita por Ronaldo: “tal pai, tal filho. Felicidade acima de tudo”.

Nesse mesmo ano, a verdade é que Cristianinho foi novamente razão de destaque nos meios de comunicação. Em maio de 2019 já estava a dar que falar na Juventus. “Marcou 56 golos em 35 jogos e fez 26 assistências. Recentemente, na Madeira, sagrou-se o melhor marcador do Torneio Internacional do Marítimo com 25 golos, ajudando de forma decisiva ao triunfo da Juventus na competição” lia-se nos jornais desportivos.

O talento para o futebol começou a ser indiscutível, tal como no pai. A diferença era o acompanhamento à volta de Cristianinho. Além de poder treinar em grandes clubes que oferecem as bases necessárias para um futuro brilhante, o filho de Ronaldo também contou com a presença da família.

O amor e apoio incondicional de Dolores Aveiro também parece ser um assunto indiscutível. Os relatos sempre foram muito claros. Mesmo longe, a mãe de CR7 procurou sempre estar presente e acompanhar o seu percurso. As gerações mudam e as possibilidades também. Graças ao trabalho árduo do filho, Dolores já pode acompanhar de perto os melhores golos do neto.

Cristianinho teve sempre que possível a família nas bancadas, bem como fora de campo. O contexto familiar pode influenciar e muito um jogador. Quando o tempo livre fica para os treinos, ginásio e a profissão obriga a certas restrições e cuidados torna-se importante haver um forte apoio familiar. O incentivo que nos falta sempre que a luta fica mais difícil.

Logo aqui, Cristianinho já leva um avanço em relação ao pai. Ultrapassar dificuldades torna-nos mais fortes, mas o acompanhamento e apoio incondicional também é essencial.

A prova disso é que as conquistas do pequeno Cristiano não passaram por despercebidas e Ronaldo acabou por se abrir em relação ao futuro do filho.

“Sou duro com ele, por vezes, porque bebe Coca-Cola e Fanta. Fico chateado com ele, discuto com ele, sabe que não gosto disso. Até os meus filhos mais pequenos, quando comem chocolate, olham para mim. Temos que ser fortes. Ele tem potencial. É um rapaz grande, rápido e finta bem, mas isso não é nada. É preciso muita dedicação e trabalho. Por vezes, quando está em casa, digo-lhe para correr na passadeira, recuperar na água fria e repetir no dia seguinte, ele diz ‘Pai, a água é tão fria, não quero…’ Mas percebo, tem 10 anos”, confessou Ronaldo na gala dos Globe Soccer Award.

Nesse aspeto CR7 está certo. É preciso ter atenção às exigências que se fazem a uma criança de 10 anos. Talvez até seja cedo para fazermos previsões, mas os factos não mentem.

Recentemente, a saída da Juventus também levou à mudança de rotina de Cristiano Júnior (…e, que mudança). Além do pai, também o filho foi transferido. O mundo fala agora de um “golpe duplo”.

Os red devils também demonstraram interesse por esta pequena estrela em ascensão. O pequeno Cristiano integrará agora as escolas de formação do United. Nos sub-11 do Manchester United, Cristianinho encontrará também o filho de uma outra lenda do clube inglês. Este dividirá os campos e balneários com o filho de Wayne Rooney. Não se espera menos do que uma época emocionante.

A família do Ronaldo já chegou a Manchester. Falta pouco tempo para a estreia das duas estrelas. No entanto, Cristiano Ronaldo já não tem muito para provar. Os números falam por si e o regresso ao United é visto com bons olhos por quase todos os adeptos. Já o Cristiano Júnior está na altura de provar o que vale. É preciso estar atento aos seus passos, pois o caminho que anda a trilhar pode vir a levá-lo muito longe.

Porém, apesar de todo o potencial e contexto favorável, o pequeno jogador terá que aprender a “ter cabeça”. Uma expressão comum no futebol e a razão pela qual muitos futebolistas ficam pelo caminho. Esse poderá ser o fator decisivo que marcará o futuro de Ronaldo Júnior.

Fortalecer o corpo é tão importante como a mente. Ronaldo nunca teria chegado tão longe sem essas duas componentes.

Mais perto do fim, do que do início, o astro português ainda continua a surpreender o mundo, falta apenas saber se um dia Cristiano Júnior fará parte deste legado, ultrapassando os recordes do pai e tornando-se a nova lenda do mundo do futebol.

Texto escrito por Marta Pereira Laranjeira