O REGRESSO DO DINING IN THE DARK

RÚBEN DIAS FOI ELEITO O MELHOR JOGADOR DA PREMIER LEAGUE
18 de Maio, 2021
LANÇAR UM PODCAST? APRENDA COM NUNO MARKL NA NOVA ESCOLA DIGITAL
18 de Maio, 2021

O REGRESSO DO DINING IN THE DARK

Voltaram os jantares misteriosos que prometem ser memoráveis.

Já não é a primeira vez que este conceito invade Lisboa. Tanto que o sucesso justificou a repetição da experiência. O Dining in the Dark procura levá-lo até outro mundo. Acredita-se que a “perda” da visão apura os outros sentidos. Se experimentar comer, sem ver o que têm no prato, certamente acabará por se centrar mais no sabor e não no resto. Todas as outras distrações irão desaparecer e o foco, claramente, será o paladar.

Este mês de maio e até ao ínicio de junho há mais jantares às escuras. Em Lisboa, o sítio escolhido é o Panorama, no topo do hotel Sheraton, em Picoas. Também haverá oportunidade de partilhar a mesma experiência, mas no Varanda Azul, no Restelo. Já na zona norte, mais especificamente no Porto, o conceito será apresentado no éLeBê Entreparedes.

No Varanda Azul, tanto como no Panorama poderá marcar mesa para dois ou três a quatro pessoas. Marque às 19h ou 21h e conte com 1h30 de degustação e viagem de paladares. Basta escolher entre o menu vegetariano, peixe ou carne por 30€. As mesmas condições repetem-se no restaurante do norte, mas desta vez por 28€.

Existem várias data para que desta vez não haja motivos para faltar. Esta é a sua oportunidade para explorar o sentido sensorial, procurar novas perspetivas e partilhar um momento único com alguém especial.

Este artigo foi escrito por Marta Pereira Laranjeira