NA QUINTA DOS MURÇAS JÁ É CERTO QUE A PRODUÇÃO É BIOLÓGICA

PAULO PORTAS REFERE QUE NÃO NOS PODEMOS DEIXAR ENGANAR PELO NÍVEL DE TESTAGEM
22 de Fevereiro, 2021
“FRAMING BRITNEY SPEARS” ESTREIA HOJE NO CANAL ODISSEIA
22 de Fevereiro, 2021

NA QUINTA DOS MURÇAS JÁ É CERTO QUE A PRODUÇÃO É BIOLÓGICA

A quinta recebeu a certificação biológica que faz parte da nova estratégia do Esporão.

Situada no norte de Portugal, sub-região Cima-Corgo, na margem direita do rio Douro, a Quinta do Murças conta com vinhas, oliveiras, laranjeiras, amendoeiras e a mata mediterrânica que ajuda a potenciar a biodiversidade existente promovendo o equilíbrio do ecossistema. Este é um lugar único caracterizado pela diversidade dos seus 8 terroirs, devidamente identificados, marcados por diferentes altitudes, exposições solares, solos xistosos diferentes entre si e vinhas maioritariamente verticais.

A combinação do clima extremo, característico do vale do Douro, a agricultura biológica e de máxima precisão, e os diferentes processos de vinificação que privilegiam o carácter original dos frutos dão origem a vinhos de terroir concentrados, elegantes e de grande frescura

O novo certificado biológico veio apenas completar a nova estratégia cuidada da marca. O Esporão tem vindo a trabalhar na melhoria dos solos e qualidade das suas vinhas. A partir da colheita de 2021, todos os vinhos Quinta dos Murças serão certificados como biológicos. Para além de mais de 46 hectares de vinha, já estavam certificados 14,90 hectares de olival e quase 3 de laranjal. Um grande passo da marca para garantir os melhores produtos e contribuir para a sustentabilidade do país.

“Começámos o processo de conversão para biológico em Murças em 2011. Esta forma de produzir combina as melhores práticas agrícolas na procura de vinhos mais autênticos, com sentido de lugar, algo apenas possível em solos e ecossistemas vivos e bio-diversos. Alguns dos vinhos mais prestigiados e valorizados do mundo seguem há décadas este modo de produção, sendo por isso testemunho dos benefícios qualitativos do modo de produção biológico.” salienta o enólogo José Luís Moreira da Silva.

João Roquette, CEO, acrescenta ainda que “o Esporão continua o seu caminho na descoberta de novos patamares de qualidade, sendo hoje um dos mais relevantes produtores biológicos mundiais, com 100% das suas culturas do Alentejo e Douro certificadas em produção biológica”.