MOXY: UM NOVO CONCEITO DE HOTELARIA QUE PRIORIZA OS ESPAÇOS COMUNS

“DEIXAR O VINHO RESPIRAR” É REAL E APURA AS QUALIDADES DO TINTO
20 de Outubro, 2021
SUGESTÃO DA SEMANA
20 de Outubro, 2021

MOXY: UM NOVO CONCEITO DE HOTELARIA QUE PRIORIZA OS ESPAÇOS COMUNS

Estilo americano, desenhado para os milénios que procuram os hotéis divertidos, este espaço apresenta um conceito que assenta na partilha de momentos e experiências. Ao mesmo tempo, o Moxy não fecha as portas a ninguém e os espaços de co-work, bem como as salas de reuniões são pensadas para os profissionais que trabalham nesta zona do Oriente.

As portas giratórias, logo na entrada do hotel, são uma mistura de cor-de-rosa e roxo – duas cores primordiais quando falamos de diversão e desta nova geração. Naquele curto espaço de segundos já conseguimos espreitar lá para dentro e começar a adivinhar o que nos espera por lá.

Quem chega pela primeira vez faz o check-in no bar, ou se preferir na receção, mas sempre com direito a um cocktail de boas vidas. É nesta bancada que pode encostar as malas, receber o seu cartão de acesso e em simultâneo pedir um ‘copo’. Não faltarão opções para quem tem bebidas de eleição, mas o hotel apresenta um cocktail de boas-vindas, que consiste numa infusão de xaropes e chá preto. Poderá escolher se prefere com ou sem álcool, mas garantimos que ambos são deliciosos.

Neste mesmo piso também encontra sofás, jogos e um ‘grab and go’ com várias bebidas, de maneira a ter tudo perto de si. Já a decoração colorida, diferente e que não segue regras é propositada. No Moxy o essencial é sentir-se em casa, um sítio onde se pode libertar e revelar o seu lado mais alegre – aquele que combina na perfeição com a identidade do hotel.

Ao entrar nos elevadores, cobertos de fotografias de clientes Moxy, seguirá até à zona dos quartos. Existem duas modalidades de oferta, o quarto twin e o quarto duplo, sendo que poderá pedir camas separadas, ou somente uma. Há quartos com vista para a cidade, e outros virados para o rio. O que é certo é que no Moxy o tempo que se passa no quarto não é o mais importante.

Equipados com o essencial, dispõem de casa de banho privada, bem como armários, espelhos e tudo o que poderá necessitar. Os quartos Moxy são ideias para descansar, mas a festa faz-se lá em baixo. “Os quartos foram desenhados essencialmente para dormir sendo que o objetivo é desfrutar do resto da experiência do hotel”, confirma o diretor do hotel, durante uma visita guiada, na qual a New Men esteve presente.

Apesar de simples, os quartos têm ainda algumas particularidades que não poderíamos deixar de referir. Por exemplo, quem tem dificuldades em dormir poderá contar com uns telefones especiais, que também tem dream stories (histórias para adormecer).

E por falar em sonhos, o Moxy sempre se gabou de ter um homem de sonho à sua espera de si no hotel, principalmente porque este passa a roupa à ferro. “Há até quem se deite, ou faça certas posições e tire fotografias engraças que depois completam o nosso elevador”, referiu entre risos, a equipa administrativa.

Em cada corredor, do piso dos quartos, há sempre uma lavandaria para que não lhe falte nada e possa sempre usar a sua camisola preferida, que durante a viagem ficou suja ou amarrotada.

Depois de deixar as malas começa então a viagem à moda do Moxy. Além da sala de entrada onde poderá conviver com outros visitantes, o hotel também dispõe de um ginásio para largar energias e manter os seus treinos diários. Logo de seguida encontra as salas de co-work que são em open space (abertas) e as famosas salas de reunião que fogem ao tradicional.

No Moxy trabalhar pode ser bastante divertido. A prova disso é que na sala de reuniões há secretárias, mesas, mas também não faltam sofás e boias de cisnes que o convidam a entrar e soltar uma pequena risada.

O espaço foi adaptado para qualquer ocasião. Por lá encontra empreendedores que estarão presentes no Web Summit 2021 (com início marcado para 1 de novembro), bem como estudantes, ou profissionais que ainda continuam em teletrabalho.

Os tons são ligeiramente mais neutros neste espaço para que se possa concentrar. No entanto, as combinações feitas, bem como os pequenos pormenores mantém viva a essência do hotel – divertida e singular, tal como podemos ver pelas cores, quadros e até peças de arte expostas. Devemos ainda deixar um alerta. Deve ter cuidado com os cães de guarda, pois de vez em quando poderá encontrar bull dogs franceses de porcelana pelas escadas, ou até nas mesas.

De futuro haverá ainda uma esplanada, ideal para os hóspedes e para quem trabalha nos escritórios do Oriente. Por enquanto, o menu cinge-se a refeições rápidas, fáceis e práticas, mas o tempo poderá levar a uma mudança de carta, com mais variedade e que permitirá fazer refeições no espaço exterior.

Acima de tudo, Miguel Proença, CEO do Grupo Hoti Hotéis revela que esta é “uma linguagem hoteleira que pensa em espaços mais comuns e na junção de pessoas de todo o mundo”.

Por isso mesmo, a covid-19 obrigou a atrasar a abertura, afinal “a pandemia proibia interações, que é o nosso principal foco, então abrimos o espaço quando soubemos que as coisas podiam funcionar”, explica.

No entanto, após alguns meses o combate à pandemia, permitiu finalmente que se avançasse com o processo. Atualmente, aberto ao público, o Moxy está pronto para receber todos aquele que se identifiquem com o espírito livre, alegre e singular deste hotel.

Miguel Proença tinha desde o início a consciência de que “se for para trabalhar um hotel 3 estrelas, então é preciso trabalhar diferenciação” e assim aconteceu.

Aqui encontra tudo aquilo que procura, inclusive poderá descobrir ‘what’s trending’ – um conceito que consiste em guiá-lo por Lisboa. Qualquer colaborador do hotel saberá dizer-lhe o que fazer pela cidade, bem como as festas e eventos imperdíveis.

E, no final do dia, o Moxy lá estará à sua espera, com sofás aleatórios, para todos os gostos, de maneira que possa sentar-se e partilhar as experiências e histórias engraçadas que tornaram a sua viagem especial.

Texto escrito por Marta Pereira Laranjeira

Toyota RAV4
Slider