CRIAR UMA HORTA NO ESCRITÓRIO? SIM, É POSSÍVEL! E A IDEIA É PORTUGUESA

“HEART OF INVICTUS” É O PRIMEIRO PROJETO DE HARRY E MEGHAN
7 de Abril, 2021
LJUBOMIR STANISIC CRIA NOVO VINHO “SEM MANEIRAS”
7 de Abril, 2021

CRIAR UMA HORTA NO ESCRITÓRIO? SIM, É POSSÍVEL! E A IDEIA É PORTUGUESA

O sonho de trazer o campo para a cidade nasce e acontece em Portugal através da Noocity.

A start-up portuguesa Noocity quer fazer a diferença. E quer que os habitantes da urbe possam estar mais ligados à natureza, mesmo que, à partida, lhes pareça difícil.

A ideia principal é reformular o conceito urbanístico quando os escritórios voltarem a ser a azáfama que costumavam ser. Como? Através da criação de hortas ecológicas e eficientes que possam florescer nesses espaços.

Para além de se tratar de um projeto que põem em primeiro lugar a sustentabilidade, os seus fundadores acreditam que o fator inclusão também está altamente presente nestas hortas que querem ocupar as varandas e terraços dos escritórios da cidade.

Segundo conta José Ruivo, fundador e director geral, “as hortas corporativas procuram envolver todos os colaboradores e promover a sua ligação com o campo”.

Muitas vezes, quem nasce e é criado nos grandes centros urbanos, acaba por peder totalmente a ligação ao campo e à natureza e é isso mesmo que Uma ligação que, quem nasce e é criado nos grandes centros urbanos caba por perder o programa “Liga-te à Terra” da Noocity pretende promover. Ou seja, para além de instalar as hortas nos espaços exteriores das empresas, também faz por promover atividades em torno das suas equipas. Uma espécie de time building sustentável à moda do campo mas aqui aplicado à cidade.

Tudo isto através da instalação de hortas biológicas no terraço ou na varanda dos escritórios. Acreditam os fundadores da Noocity que, para além de melhorarem as relações entre trabalhadores e contribuir para um mundo mais ecológico, a arquitetura da urbe, vista de cima, também tem a ganhar. Neste momento já se venderam set mil unidades a nível mundial.

Para uma experiência mais profissionalizada e aposta na formação do processo de criação das hortas sustentáveis (como plantar, como a tratar e como a ver florescer, por exemplo) a Noocity conta com a ajuda dos seus profissionais especializados, os chamados growers: agricultores ou jardineiros urbanos responsáveis por coordenar e dinamizar as atividades em conjunto com os seus clientes.

José Ruivo acredita que “ao terem uma horta, as empresas estão a contribuir para dinamizar a sua comunidade através de uma colaboração transversal, mas também a incentivar a criação de rotinas saudáveis no local de trabalho, com pausas que permitam às pessoas descontrair, reduzir o stress e fomentar relações com a sua equipa. Acreditamos que, nas empresas do futuro, as pausas no trabalho serão à volta da horta e não só ao pé da máquina do café”.

Neste momento, a Noocity tem uma carteira de clientes que ultrapassa os mil e espera, no final deste ano, ter um volume de negócios de um milhão.