A REDE SOCIAL INSTAGRAM VAI SOFRER ALTERAÇÕES PARA PROTEGER OS JOVENS

MAZDA ANUNCIA NOVOS CX-60 E CX-80 E UM MX-30 COM EXTENSOR DE AUTONOMIA
11 de Outubro, 2021
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: UM LUGAR GENUÍNO
11 de Outubro, 2021

A REDE SOCIAL INSTAGRAM VAI SOFRER ALTERAÇÕES PARA PROTEGER OS JOVENS

O Instagram vai ter algumas alterações. A plataforma aconselha os jovens a fazerem uma pausa e terá novas ferramentas de controlo parental.

Os adultos já vão poder controlar o que os jovens fazem no Instagram através de novas ferramentas e outras funcionalidades vão ajudar os jovens a afastarem-se por uns tempos da rede social, que é prejudicial à saúde mental.  

Nick Clegg, vice-presidente dos Assuntos Globais e Comunicação do Facebook (grupo de detém o Instagram), foi acusado de ter relatórios que mostram e confirmam o impacto que o Instagram tem na saúde mental dos mais novos, segundo uma investigação do Wall Street Journal. Nick prometeu tomar medidas com diversas ferramentas e aconselhou os jovens a “fazerem uma pausa” da rede social. 

A investigação do jornal americano refere ainda que o público alvo do Instagram são jovens, em que cerca de 40% dos utilizadores tem 22 anos ou menos.  

“Vamos introduzir algo que acho que fará uma grande diferença. Sempre que o sistema detetar que um adolescente está a ver o mesmo conteúdo repetidamente e que esse conteúdo pode não ser bom para o seu bem-estar, vamos incentivá-lo a ver outra coisa”, disse o vice-presidente dos Assuntos Globais do Facebook, em declarações à CNN. Nick Clegg explicou também que “pretendemos, ainda, aplicar aquilo a que chamámos ‘faz uma pausa’, em que vamos dizer aos adolescentes para simplesmente fazerem uma pausa no uso do Instagram”. 

Completou ainda que “vamos introduzir também novos controlos para que os adultos possam supervisionar aquilo que os adolescentes fazem na internet”.  

O Instagram Kids não vai para a frente devido às acusações que alegam que o Facebook sabia os efeitos prejudiciais da rede social, que estaria destinada a jovens dos 10 aos 12 anos, e não os revelou. Nick Clegg anunciou então a decisão de não avançar com esta plataforma. No entanto, ainda não há data prevista para as novas ferramentas do Instagram.

Texto escrito por Maria Ana Tojo