A NEW MEN ESTEVE PRESENTE NO CONCERTO DE DESPEDIDA DE FISH, ANTIGO VOCALISTA DA BANDA MARILLION

A NEW MEN E O ESTRELA DA AMADORA TÊM ALGO PARA LHE OFERECER
26 de Novembro, 2021
A UBER EATS FAZ ANOS, MAS QUEM RECEBE O PRESENTE SÃO OS USUÁRIOS DA PLATAFORMA
26 de Novembro, 2021

A NEW MEN ESTEVE PRESENTE NO CONCERTO DE DESPEDIDA DE FISH, ANTIGO VOCALISTA DA BANDA MARILLION

Embora seja mais conhecido do grande público pela carreira com Marillion, até 1988, Fish continua a ser um ícone do rock progressivo. Aos 63 anos e após um dos seus álbuns mais apreciados pelos fãs, decidiu anunciar o final de carreira, num concerto que fica para a memória. E a New Men não faltou ao espetáculo.

Fish, ou Derek Dick de seu nome verdadeiro, é um dos nomes mais constantes do rock progressivo, desde os anos 1980.

Começando com Marillion, banda para a qual escreveu algumas das suas letras mais celebradas e com quem obteve sucesso à escala mundial – os álbuns Misplaced Childhood (1985) e Clutching at Straws (1987) foram multiplatinados -, até ao derradeiro Weltschmerz (2020), foram mais de quatro décadas a fazer música, por vezes para uma audiência demasiado pequena para o seu génio como letrista e compositor.

A carreira a solo começa após a saída de Marillion, com um álbum intimista, activista e quase intemporal. “Vigil in a Wilderness of Mirrors” é ainda o seu álbum mais querido pelos fãs, muito por causa da proximidade sonora com o trabalho que fez com a sua banda anterior.

No passado dia 24 de novembro, Fish e os músicos que o acompanham na estrada tocaram “Vigil” pela última vez, ao vivo, numa espécie de despedida para os fãs e para o mundo da música no Reino Unido.

Embora estejam marcados mais alguns espetáculos na Europa continental, para 2022, este concerto foi, de facto, a sua despedida dos palcos britânicos.

Abrindo com “The Grace of God”, que também inicia o alinhamento de Weltschmerz, foi com o segundo tema do concerto, Big Wedge, que arrancou a interpretação na íntegra dos temas de “Vigil in a Wilderness of Mirrors”, alternados com faixas de Weltchmerz, como “Man With a Stick”, “Rose of Damascus” ou “This Party’s Over”.

Houve ainda tempo para dois temas de Marillion, como não podia deixar de ser, e que arrancaram os maiores aplausos das mais de 1.100 almas presentes na multidão que se deslocou a Lemington Spa e à sala Assembly. A recordação dos tempos antes da carreira a solo foram marcados pela interpretação de “He Knows, You Know” e “Fugazi”.

O público teve direito a dois encores e para o final, Fish guardou a música que escreveu para os fãs, no seu primeiro álbum, “The Company”.

Para quem não conseguiu bilhete para este espetáculo – esgotaram em pouco mais de 30 horas – Fish gravou o concerto que será transmitido online a 17 e 18 de dezembro e poderá ser visto através do site oficial do cantor.

Texto escrito por Tiago Cardoso Pinto

Spiderman Leaderboard
Slider